Desafios na implementação do plano diretor como garantia de un meio ambiente ecologicamente sustentável

Clayton Santos do Couto, Vladimir Passos de Freitas

Resum

O objetivo principal deste estudo é o de analisar os aspectos mais importantes do plano diretor participativo, instrumento para a consecução da ordenação urbana e garantia do direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. No Brasil, municípios com população acima de vinte mil habitantes estão obrigados a ter um plano diretor de suas atividades. Neste artigo, utilizando-se o método hipotético-dedutivo através da análise da legislação e da doutrina, procura-se averiguar se as ações contidas neste valioso instrumento têm sido eficientes, no que toca à proteção do meio ambiente, ou se não vêm sendo cumpridas, sob alegações como a falta de recursos orçamentários. Partindo do pressuposto de que o meio ambiente ecologicamente equilibrado é direito fundamental reconhecido na Constituição Federal brasileira, o estudo constata que a maior parte das deliberações deste instrumento não vem sendo realizadas e aponta medidas que podem contribuir para imprimir maior eficácia na execução do plano diretor.

Paraules clau

Direito Urbanístico; Plano Diretor; Meio ambiente urbano; Estatuto da Cidade

Referències


ANTUNES, Paulo de Bessa. Direito ambiental. Rio de Janeiro, Lumen Juris, 2004.

BERCOVICI, Gilberto. Desigualdades regionais, estado e constituição. São Paulo, Max Limonad, 2003.

BERNARDES, Cláudio. Plano diretor estratégico, lei de zoneamento e atividade imobiliária em São Paulo. São Paulo, O Nome da Rosa, 2005.

BLANC, Priscila Ferreira, Plano Diretor Urbano e Função Social da Propriedade. Curitiba, Juruá Editora, 2004.

BRASIL. Estatuto da Cidade: guia para implementação pelos municípios e cidadãos. Brasília, Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2002.

BUBA, Amanda Munhoz. “Construindo a relação entre planejamento orçamentário e Plano Diretor”, em Revista do Ministério Público de Contas do Estado do Paraná – MPC, v. 6., n. 11, novembro/maio, 2019.

DIAS, Daniella Maria dos Santos. Planejamento e Desenvolvimento Urbano no Sistema Jurídico Brasileiro, Juruá Editora. Curitiba, 2012.

DIAS, Maria Ilma Silva. Gestão Urbana: entraves, desafios e avanços na implementação dos planos diretores: estudo de caso Barra do Piraí-RJ (Dissertação de mestrado em Urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, Pontifícia Universidade Católica de Campinas, 2011).

FENSTERSEIFER, Tiago. Direitos fundamentais e proteção ambiental: A dimensão ecológica da dignidade humana no marco jurídico-constitucional do Estado Socioambiental de Direito. Porto Alegre, Livraria do Advogado Editora, 2008.

FRANCISCO, Caramuru Afonso. Estatuto da Cidade Comentado. São Paulo, Juarez de Oliveira, 2001.

FREITAS, José Carlos de. “Estatuto da cidade e improbidade administrativa”, en Temas de direito urbanístico, Ministério Público do Estado de São Paulo, Imprensa Oficial do Estado. São Paulo, 2005.

FREITAS, Juarez. Sustentabilidade: direito ao futuro. Belo Horizonte, Fórum, 2011.

FREITAS, Vladimir Passos de. A Constituição Federal e a efetividade das normas ambientais. São Paulo, Revista dos Tribunais, 2005.

GABARDO, Emerson. Interesse público e subsidiariedade: a sociedade civil para além do bem e do mal. Belo Horizonte, Fórum, 2009.

GASPARINI, Diógenes. “Aspectos Jurídicos do Plano Diretor”, en Interesse Público - IP 31 (ano 7, maio / jun. 2005). Disponível em: <http://www.bidforum.com.br/PDI0006.aspx?pdiCntd=49975>. [Último acesso em: 12/12/2020].

GONZALEZ, Suely Franco Netto, O Plano Urbano no Processo de Planejamento, IPDF, GDF. Brasília, 1995.

GRANZIERA, Maria Luiza Machado. Direito Ambiental. São Paulo, Atlas, 2011.

GERAQUE, Eduardo. Tirar o Plano Diretor do papel será o maior desafio após a aprovação, in Folha de São Paulo (29/06/2014). Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano /2014/06/1478137-tirar-o-plano-diretor-do-papel-sera-o-maior-desafio-apos-a-aprovacao.shtml. [Último acesso em 10/12/2018].

JARDIM, Zélia Leocádia da Trindade, “Regulamentação da política urbana e garantia do direito à cidade”, en Direito da Cidade: novas concepções sobre as relações jurídicas no espaço social urbano, Lumen Juris. Rio de Janeiro, 2007.

KOHLSDORF, Maria Elaine; FARRET, Ricardo Libanês; GONZALEZ, Suely Franco Netto; HOLANDA, Frederico Rosa Borges de. O Espaço da cidade: contribuição à análise urbana, Projeto Editores Associados. São Paulo, 1985.

MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito Ambiental Brasileiro. São Paulo, Malheiros, 2016.

MAGALHÃES, Marco Túlio Reis. “Desafios de concretização do direito (fundamental) ao meio ambiente ecologicamente equilibrado: o exemplo da concessão de florestas e do aquecimento global”, en Revista Fórum de Direito Urbano e Ambiental – FDUA 47 (set./out. 2009). Disponível em: <http://www.bidforum.com.br/PDI0006.aspx?pdiCntd=63151>. [Último acesso em: 15/12/2018].

MARICATO, Ermínia, Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana, Vozes. Petrópolis, 2011.

MATTOS, Liana Portilho. A efetividade da função social da propriedade urbana, Temas & Ideias. Rio de Janeiro, 2003.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito de Construir. Malheiros, São Paulo, 2011.

MENCIO, Mariana Mencio. “As consequências jurídicas advindas da falta de participação popular durante o processo de elaboração e aprovação do plano diretor”, en Revista MPMG Jurídico, ano I, n. 4. Belo Horizonte, 2006.

MESQUITA, Amanda Pires; FERREIRA, William Rodrigues. “O Município e o planejamento rural: o plano diretor municipal como instrumento de ordenamento das áreas rurais”, en Espaço em Revista 18 (n. 1, jan/jun. 2016).

MILARÉ, Édis. Direito do ambiente. São Paulo, Revista dos Tribunais, 2013.

MUKAI, Toshio. “Planejamento municipal: o plano diretor e o Estatuto da Cidade”, en Fórum de Direito Urbano e Ambiental 1 (jan./fev. 2002). Disponível em: <http://www.bidforum.com.br/PDI0006.aspx?pdiCntd=10018>. [Último acesso em: 13/11/2018].

PINTO, Victor Carvalho. Direito Urbanístico: plano diretor e direito de propriedade. Revista dos Tribunais, São Paulo, 2014.

RISTER, Carla Abrantkoski. Direito ao desenvolvimento: antecedentes, significados e consequências. Rio de Janeiro, Renovar, 2007.

RODRIGUES, José Eduardo Ramos; FERNANDES, Valdir; PHIPIPPI JÚNIOR, Arlindo. “Política e gestão ambiental no Brasil”, en GALLI, Alessandra (coord.), Direito Socioambiental. Homenagem a Vladimir Passos de Freitas. Curitiba, Juruá Editora, 2010.

SALEME, Edson Ricardo; SILVA, Solange Teles. Plano diretor, participação popular e responsabilidades. Disponível em: <http://w.conpedi.org/manaus/arquivos/anais/bh/edson_ ricardo_saleme.pdf>. Acesso em: 14/06/2019.

SANTIN, Janaína Rigo; LEIDENS, Letícia Virgínia. “Plano Diretor: instrumento de efetivação da função social da propriedade urbana e participação popular”, en Revista Brasileira de Direito Municipal - RBDM 20 (abr./ jun. 2006). Disponível em: <http://www.bidforum.com.br/PDI0006.aspx?pdiCntd=35993>. [Último acesso em: 13/11/2018].

SAULE JÚNIOR, Nelson. Direito à cidade: trilhas legais para o direito às cidades sustentáveis. São Paulo, Max Limonad, 1999.

SILVA, José Afonso da. Direito urbanístico brasileiro. São Paulo, Malheiros, 2006.

SILVA, José Afonso da. Direito ambiental constitucional. São Paulo, Malheiros, 2004.

SILVA, José Francisco de Matos e. “O Estatuto da Cidade e o Plano Diretor: uma necessidade ambiental”, en Revista da Procuradoria-Geral do Município de Juiz de Fora – RPGMJF 3 (jan./dez. 2013). Disponível em: <http://www.bidforum.com.br/PDI0006.aspx?pdiCntd=99947>. [Último acesso em: 04/12/2018].

TRENNEPOHL, Terence Dornelles. Fundamentos de direito ambiental. Salvador, JusPodivm, 2007.

VENÂNCIO, Patrícia Gabai Venâncio. O Direito à Moradia Digna: um novo paradigma de atuação do Ministério Público à luz da gestão democrática da cidade, Dissertação de Mestrado em Direito da Cidade, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2009.




DOI: https://doi.org/10.17345/rcda3061



Enllaços refback

  • No hi ha cap enllaç refback.


Copyright (c) 2021 Revista Catalana de Dret Ambiental